Blog | Guepardo Aventura ao Extremo

Blog

Voltar
Home > Blog

07

12

Data contará com almoço especial.

Foto

Para quem prefere passar o Natal em meio à natureza e muito lazer, o Camping Casarão oferece uma estrutura com confortáveis chalés, áreas para barracas, motorhomes e trailers. O pacote de hospedagem para o período está com valores diferenciados e os visitantes ainda contarão com um almoço especial no dia 25 de dezembro.

Pacote
De quinta-feira – dia 22/12, a partir das 18 horas
Até domingo – dia 25/12, às 18 horas

Chalé Simples:
– sem refeições: R$ 375,00 o casal
– com café da manhã colonial: R$ 435,00 o casal
– com café da manhã colonial e almoço caseiro: R$ 543,00 o casal

Chalé Standard: com televisão
– com café da manhã colonial: R$ 472,50 o casal
– com café da manhã colonial e almoço caseiro: R$ 580,50 o casal

Chalé Veraneio: com TV e área externa com churrasqueira
– com café da manhã colonial: R$ 547,50 o casal
– com café da manhã colonial e almoço caseiro R$ 655,50 o casal

Barracas: com reserva e pagamento antecipado
– Para casais ou famílias: R$ 90,00 por pessoa

Todos os chalés do camping possuem quarto, banheiro, sala, cozinha com fogão, geladeira e utensílios básicos de cozinha. Eles não fornecem roupa de cama e de banho, nem permitem animais nos chalés.

O Casarão está localizado na Via Marechal Rondon, km 94,7 – Itu/SP. Mais informações pelo telefone (11) 4023-1546      .

Leia mais: www.campingcasarao.com.br

Texto/imagem: Jéssica Ferrari
Fonte: Itu

Por:
Assessoria de Comunicação Guepardo
Fernanda Wieser
Fale Conosco: 0800.646.5687

3 Comments Comente

24

11

Para quem se encanta com a aventura, mas não abre mão do conforto e da tranqüilidade, o Portal Hotéis Econômicos tem uma sugestão especial, válida até 31 de dezembro. Uma parceria com o Tiwa Amazonas Ecoresorts garante preços promocionais com direito a passeios e explicações sobre técnicas de sobrevivência na selva.

O hotel encaixa-se na categoria Hotel de Selva e está localizado às margens do Rio Negro, a apenas quinze minutos de barco de Manaus, ou sete minutos de helicóptero. São aproximadamente 1.200.000 m² de área privativa com praia particular, trilhas próprias para caminhada, sistema exclusivo de tratamento de efluentes e uma moderna infraestrutura turística. São 50 apartamentos distribuídos em 25 bangalôs construídos ao redor do lago interno do hotel. Todas as acomodações oferecem camas box spring, ar condicionado, ventilador de teto, frigobar, varanda com vista para o lago interno, banheiros privativos com água quente, mezanino e sistema de telefone e interfone.
A parceria com o Portal Hotéis Econômicos oferece três opções de pacotes promocionais para duas pessoas em apartamento duplo, com pensão completa. Para viagens curtas, o ideal é o pacote Koa I que custa 680,00 para dois dias e uma noite. O pacote Koa II custa R$ 950,00 para três dias e duas noites e inclui o passeio Encontro das Águas, passagem pelo parque ecológico Janauary para observação de Vitória Régia e passeio opcional de canoa nos igarapés. Para quem tem mais tempo, a dica é estender a viagem no pacote Koa III, de quatro dias e três noites, que custa R$ 1.150,00 e, além dos passeios citados, inclui outras atividades na infraestrutura do hotel.
Nos três pacotes estão incluídos: visita ao Museu do Seringal, visita a casa do caboclo, pesca de piranha, focagem de jacaré e caminhada pela selva com explicações sobre técnicas de sobrevivência, fauna e flora da região. Mais informações no www.hoteiseconomicos.com.br ou pelo fone (41) 3077 – 8414.
Sobre o Hotéis Econômicos – O portal é um dos produtos do Brazil Travel Group (BTG) que ainda reúne a BTG Viagens e a BTG Hotéis & Resorts. O grupo é administrado pelo administrador hoteleiro José de Martins e sua sede fica em Curitiba /PR. Com navegabilidade rápida e fácil, tem como foco oferecer estadia com preços competitivos, pelo melhor custo-benefício, tanto no Brasil quanto no exterior. A busca pode ser feita por destino ou por segmento, onde o turista encontra facilmente o que procura, de acordo com suas necessidades. No site há informações detalhadas do hotel, seus serviços, localização e fotos.
Texto: Segs
Por:
Assessoria de Comunicação Guepardo
Fernanda Wieser
Fale Conosco: 0800.646.5687
Comente

10

10

Viajar com crianças é sempre uma aventura. Para evitar que a diversão em família se transforme em frustrante lembrança, no entanto, é importante planejar bem o roteiro e tomar uma série de precauções que garantam o bem-estar dos pequenos viajantes.

No Manual do Turista Brasileiro, o casal Lucio Martins Rodrigues e Bebel Enge dá a dica: “Antes de decidir por uma viagem com babies, pense no desconforto da criança, que até 4 ou 5 anos provavelmente não vai curtir muita coisa da viagem, poderá se ressentir da mudança de clima e do jet lag (o efeito das diferenças horárias em nosso relógio biológico), poderá enjoar dentro de um carro, não terá amiguinhos para brincar…”

Somada a essa questão, também é importante levar em conta o desconforto dos próprios pais por conta da escolha de um destino pouco aconselhável para viagens em família. Eles devem ter em mente que terão de providenciar alimentação adequada à criança, não conseguirão circular por toda parte empurrando um carrinho de bebê e poderão enfrentar noites em claro ouvindo a criança chorar justo durante as tão sonhadas férias em Paris. “Por fim, pense nos pobres diabos que estão no avião com você e que terão de passar a noite em claro porque o garoto não para de chorar”, alerta o guia.

Mas nem tudo está perdido. Com doses extras de bom humor, disposição e jogo de cintura para lidar com eventuais problemas, pais e filhos podem ter dias memoráveis. O primeiro passo é escolher o destino certo, que ofereça entretenimento para crianças e atrações para adultos – ou, ao menos, o merecido sossego enquanto equipes de recreação se encarregam de distrair os pequenos.

Na hora de definir o roteiro, é importante ter em mente que os atrativos variam conforme a idade. Uma criança de 2 anos, por exemplo, não aproveitará o parque temático tanto quanto uma de 7, e não entenderá bulhufas num observatório astronômico… Já o de 10 provavelmente achará um tédio passar o domingo numa fazendinha, dando de comer aos bichos, sem amigos nem brinquedos radicais por perto.

Confira a seguir as atrações mais indicadas para cada criança conforme a idade.

2 a 3 anos

Crianças pequenas adoram animais, tanto domésticos quanto selvagens, e querem tocar em tudo. Por isso, programas em fazendinhas, zoológicos e aquários são ideais. Principalmente se for possível exercitar o tato passando a mão nos bichos.

3 a 5 anos

Nesta idade, meninos e meninas são muito ativos fisicamente. Gostam de correr e alguns já andam de bicicleta. Parques com grandes áreas verdes para lazer são infalíveis. Também é possível estimular audição, visão e cognição através da arte por meio de teatros de fantoches, shows de música e apresentações de contadores de estórias.

5 a 6 anos

É uma fase em que a criança descobre o mundo das letras, dos números e da história. Nada mais propriado do que complementar o trabalho educativo desenvolvido na escola com programas em família que estimulem a observação e o raciocínio. Museus de transportes, relógios e moedas, entre outros, costumam interessar, assim como lugares onde seja possível ver animais perigosos, a exemplo das cobras, aranhas e escorpiões do Instituto Butantan, na Capital.

7 a 8 anos

O aprendizado se intensifica nas escolas e os passeios com os pais podem ajudar a absorver o conhecimento mais rapidamente. É o período ideal para visitar museus científicos e históricos, atividades ecológicas e passeios a pé por regiões antigas.

9 a 10 anos

Em fase de pré-adolescência, a criança deixa de ver os pais como heróis e passa a buscar doses extras de independência e adrenalina. Quer conduzir a própria vida e enfrentar desafios para se autoafirmar. Ads atrações podem compreender desde a compreensão de que a Terra ficou congelada há alguns milhões de anos até a descoberta da anatomia e as inúmeras atividades que se pode fazer em um hotel fazenda, como cavalgar, pescar, praticar escalada, tirolesa etc.

Mais de 10 anos

Geralmente, as crianças desta idade preferem sair com os amigos a passar o domingo com os pais, mas é possível atrai-las com a oferta de visitar um observatório astronômico, praticar esportes radicais, ir a um parque de diversões com brinquedos que realmente façam liberar adrenalina ou com experimentos interativos, a exemplo da Estação Ciência.

DOCUMENTAÇÃO

Autorização de viagem – Não basta ter o passaporte; para um dos pais sair do Brasil acompanhado do filho com idade inferior a 18 anos, é necessária autorização por escrito do outro, com firma reconhecida, além da certidão de nascimento do menor. Há pequenas variações quanto às exigências burocráticas de um Estado para outro.

Passaporte – Qualquer menor que for deixar o País, mesmo acompanhado dos responsáveis legais, precisa de passaporte. Além dos documentos, formulário e taxa idênticos aos exigidos do adulto, é preciso ter autorização de ambos os pais para a emissão do passaporte. Mais informações no site da Polícia Federal: www.dpf.gov.br.

SAÚDE

Visite o pediatra de seu filho, veja se está tudo em ordem e quais são os medicamentos que deve levar consigo.

ADVERTÊNCIAS

Se seu filho tiver pelo menos uns 5 anos, um bom papo tête-à-tête antes da viagem pode ser útil. Explique a ele o que farão, o que visitarão, mostre o lado interessante das coisas. Navegue com ele na internet, mostrando fotos dos lugares que ele irá conhecer. E aproveite para lhe dar uns toques de como deve se comportar durante a viagem, como jamais encostar em peças de arte nos museus; nunca atravessar a rua sozinho; não bagunçar no avião (nem puxar o cabelo do passageiro da frente); e não entrar no mar sem um adulto por perto.

Caso vá para praia ou hotel com piscina, se seu filho for muito novo ou não souber nadar, alerte-o sobre os perigos. E, durante a viagem, deixe no bolso de seu filho sempre um cartãozinho do hotel onde você está hospedado. Ter seu nome e sobrenome escritos no verso do cartão ajudará muito caso ele se perca.

NO AVIÃO

1) Evite vôos com conexões. Se já é naturalmente cansativo para adultos, quanto mais para crianças…

2) As mamães que forem viajar com um bebê podem solicitar com antecedência alimentação especial. Se preferir, leve potinhos com a comida habitual de seu filho.

3) Lembre-se também de fazê-lo beber suco ou água mineral para evitar a desistratação causada pela secura do ar dentro da aeronave.

4) Você pode solicitar até fraldas, desde que se lembre de pedi-las pelo menos 48 horas antes de embarcar.

5) Entre seus direitos de mamãe, está o de reservar lugar na primeira fila de poltronas, onde há mais espaço e um berço para crianças de até 2 anos. O inconveniente desse tipo de poltrona é que o braço do assento não pode ser levantado, pois, como não há encosto na frente, os braços da poltrona têm que ser fixos para embutir as plataformas onde são servidas as refeições.

6) Crianças com menos de 2 anos não pagam a passagem; com mais de 2 anos pagam 50% da tarifa normal do bilhete.

7) Não esqueça os apetrechos necessários, como chupeta e ursinho de pelúcia ou outro brinquedo ao qual a criança seja apegada (desde que não seja uma corneta ou apito!). Isso o ajudará a mantê-la calma. Se for maiorzinha e já souber ler, leve livros ou revistas em quadrinhos, que serão uma boa forma de ocupá-la. Outra alternativa são filmes exibidos no avião, alguns dos quais podem ser indicados a crianças.

 Texto: Heloisa Cestari
Fonte/Imagem: Diário do Grande ABC

Por:
Assessoria de Comunicação Guepardo
Fernanda Wieser
Fale Conosco: 0800.646.5687

Comente

29

07

Os Estados Unidos são o país que mais engordam os turistas

 

Uma pesquisa constatou que os Estados Unidos são o local onde o turista mais engorda ao passar férias. Segundo dados publicados no jornal britânico Daily Mail, os pesquisadores descobriram que um turista típico engorda cerca de 3,6 kg durante uma viagem de duas semanas à terra de Barack Obama. Também, não poderia ser diferente, já que o país é conhecido internacionalmente por oferecer as maiores porções das comidas mais calóricas do mundo.

 

O segundo lugar que mais engorda os turistas é o Caribe, com todas as suas mordomias e resorts "all-inclusive". A França aparece em terceiro lugar, acompanhada de Itália e Grécia, que fecham os cinco países que mais engordam os turistas no mundo.

 

Pesquisadores questionaram os hábitos alimentares de dois mil britânicos em férias e constatou que 60% dos entrevistados ganharam peso durante a viagem. A terra da Rainha, inclusive, assumiu o sexto lugar na lista dos "destinos da gordura", com uma média de 3 kg por turista.

 

Entre os motivos apresentados pelos viajantes, estão as porções maiores e a possibilidade de recarregar os copos de refrigerante várias vezes sem pagar por isso. A pesquisa ainda comprovou que a metade dos turistas só percebeu o ganho de peso quando voltou para casa.

 

Confira destinos que mais contribuem para o ganho de peso do turista


1º Estados Unidos – 3,6 Kg
2º Caribe – 3,3 Kg
3º França – 3,3 Kg
4º Itália – 3,1 Kg
5º Grécia – 3,1 Kg
6º Reino Unido – 3,0 Kg
7º Portugal – 3,0 Kg
8º Espanha – 2,9 Kg
9º Turquia – 2,8 Kg
10º África – 2,7 Kg

Fonte/Imagem: Terra

 

AVENTURE-SE!

Por:
Assessoria de Comunicação Guepardo
Fernanda Wieser
Fale Conosco: 0800.646.5687

Comente

06

07

 

O Camping Cabreúva preparou um inverno quentinho, com clima e sabor das montanhas para os visitantes. O período contará com atividades com a Equipe R4 de Recreação, shows com bandas ao vivo, oficinas com o Circo Estripulia e festa julina. A hospedagem também ganhou descontos de 20% e 30% em chalés.

 

As atrações contam ainda com torneios esportivos como bocha, vôlei, basquete, pesca e outros. Inscrições pelo site!

 

Localizado a menos de 80 km da capital, o Camping Cabreuva é um ponto geográfico estratégico, além da proximidade dos grandes centros urbanos, possui um verde exuberante com uma ampla estrutura contendo tudo para um bom divertimento junto de uma natureza acompanhada de muita harmonia e diversão para fugir do stress do dia a dia.

 

O camping está localizado na rodovia D. Gabriel Paulino de Bueno Couto, Km 92,5 – (Antiga Marechal Rondon) – Cabreúva/SP. Mais informações pelo telefone (11) 4025-5666.

 

Leia mais: www.campingcabreuva.com.br

 

Texto: Jéssica Ferrari
Fonte: Itu.com.br

 

AVENTURE-SE!

Por:
Assessoria de Comunicação Guepardo
Fernanda Wieser
Fale Conosco: 0800.646.5687

Comente

05

07

 

Teresópolis tem desde áreas de fácil acesso e com boa estrutura a locais para acampamento em altitude

 

Privilegiada pela natureza e onde estão localizadas três unidades de conservação ambiental, Teresópolis oferece muitas opções para quem gosta de aproveitar os momentos de lazer em meio a áreas preservadas. Uma delas é o camping: Em nossa cidade há locais de fácil acesso, que contam com excelente infraestrutura, inclusive chuveiro com água quente, a áreas para quem gosta de um pouquinho mais de aventura – os acampamentos em campos de altitude, como é o caso da Pedra do Sino. Nas férias do mês de julho, essa pode ser uma excelente maneira de passar os dias com toda a família, conhecendo melhor as belezas da nossa região e sem gastar muito. Nessa reportagem especial, vamos mostrar os três principais locais para realizar acampamentos e poder ver o mundo de cima ou, simplesmente, ter um contato direto com a natureza mesmo com o conforto de poder parar o carro ao lado da área de camping.

Pedra da Tartaruga

Com a criação do Parque Natural Municipal Montanhas de Teresópolis, em julho de 2009, a Pedra da Tartaruga voltou a ser um excelente local para ser frequentado por público de todas as idades, principalmente para quem gosta de acampar. Anteriormente apenas um local coberto de mato, buracos e até lixo, um grande espaço no cume da montanha, que fica a 1.280 metros de altitude, foi transformado em uma área de camping. O terreno foi arrumado, há bancos feitos com lajotas e, agora, há água nas proximidades do topo da montanha. Uma nascente descoberta no cume de outra formação rochosa próxima, o Camelo, está abastecendo esse núcleo da unidade de conservação – administrada pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente.

Da portaria do parque até o “casco” da Tartaruga, onde fica a área de camping, são menos de 15 minutos de caminhada. A dica é montar a barraca com a porta virada para a Mulher de Pedra e Três Picos, onde nasce o sol: Assim, não é preciso nem sair debaixo das cobertas ou do saco de dormir para ver o espetáculo da natureza de um ângulo fantástico. Além das cores fortes do início da manhã, geralmente o vale abaixo dessa montanha fica coberto de nuvens, deixando somente as formações citadas acima e outras de altitude similar de fora.

Não é necessário pagar ingresso para acessar o PNMMT, localizado entre os bairros da Granja Florestal e Salaco, havendo muitas placas indicativas ao longo da Estrada José Gomes da Costa Júnior. A unidade funciona diariamente das 8h às 18h e, para acesso mais tarde ou mais informações sobre o camping, o telefone é 2741-2234.

 

Texto: Marcello Medeiros
Fonte e Imagem: O Diário de Teresópolis


AVENTURE-SE!

Por:
Assessoria de Comunicação Guepardo
Fernanda Wieser
Fale Conosco: 0800.646.5687

Comente

23

02

 

Viajar e conhecer novos lugares sem gastar muito. Isto é possível para aqueles que gostam de acampar. Há refúgios que, apesar de não contarem com a infraestrutura de pousadas e hotéis, são o sonho de qualquer mochileiro. Em Caraguá é proibido acampar nas praias, mas a cidade tem locais apropriados para essa prática. No total são nove áreas de camping distribuídas nos bairros Martin de Sá, Massaguaçu, Aruan e Porto Novo.

 

 

 

O Código de Posturas 1.144/80 proíbe o acampamento em locais não autorizados. Após a notificação, aqueles que não cumprirem o que determina a lei podem ser autuados. A multa varia de 313 a 718 VRMs (Valor de Referência do Município), que correspondem entre R$ 400 a R$ 800.

 
A auxiliar de atendimento do Camping Massaguaçu, Marina Saito, diz que, apesar da procura ter diminuído, o camping ainda tem um número razoável de frequentadores por ter preços mais acessíveis do que muitos hotéis ou pousadas. Na alta temporada o camping Massaguaçu recebeu cerca de 500 pessoas.
 
 
Marina explica ainda que há basicamente dois tipos de camping – o comercial e o selvagem. O comercial é aquele que oferece local gramado ou não, com espaços para barracas, além de banheiros, área para preparar a alimentação, pontos de energia elétrica e armários. É preciso levar barraca, saco de dormir e lona plástica para forrar o chão.

Já o camping selvagem não oferece infraestrutura adequada e tudo acontece no clima do improviso, como cozinhar e banheiros. Em algumas áreas, como por exemplo, nos Parques Nacionais, mesmo que o camping seja considerado selvagem é preciso pagar taxas para entrar. Para este tipo de atividade, além dos acessórios necessários para o camping comercial também é preciso levar fogão, lampião ou lanterna, cavadeira, toldo, sisal e cabos de nylon.

 Apesar de o camping ser uma atividade descontraída, mesmo assim há normas que precisam ser respeitadas como, por exemplo, não fazer barulho depois das 22h e controlar o volume do som do carro durante o dia. Essas regras simples, além de facilitar o convívio entre as pessoas, deixam o ambiente muito mais gostoso e harmonioso.
 
 
Serviço:  Locais de camping em Caraguá
 
 
 
Camping Martin de Sá
Av. 25 de Maio, 1060
(12) 3883-6840 / 9134-0121
 
 
Camping Massaguaçu
Rodovia Rio Santos Km 92,5 – Praia Massaguaçu
(12) 3884-1169
 
 
Camping Renascer do Mar
Av. Atlântica, 2151 – Jardim Aruan
(12) 3887-0316
 
 
Camping El Sandda
Rua do Telégrafo, 40 – Praia do Capricórnio – Massaguaçu
(12) 3884-1044 / 8835-3484 / 9769-7576
 
 
Camping na Martin de Sá
Rua Caúna, s/n – Praia Martin de Sá
(12) 3883-1741 / 3883-4263 / 7814-1831
 
 
Camping do João
Estrada das Calhetas, 960 – Praia Tabatinga
3849-9111  –  (divisa Caraguá – Ubatuba)
 
 
Camping Aruan
(12) 8115-0123
 
 
Camping Bem Te Vi   
Rua Manoel Silva, 489 – Praia Porto Novo (12) 3887-1760
 
 
Camping Porto Novo
Alameda Francisco de Assis Rosa e Silva, 1408 – Praia Porto Novo (12) 3887-1442

 

 

 

Texto/Fonte/Imagem: Caraguá Blog

 

AVENTURE-SE!

Por:
Assessoria de Comunicação Guepardo
Fernanda Wieser – Relações Públicas
Fale Conosco: 0800.646.5687

1 Comente

10

01

 

Rio Cubatão, em Santo Amaro da Imperatriz recebe mais de sete mil aventureiros na temporada

 

Entre os milhares de turistas que buscam a Grande Florianópolis para descansar e curtir a praia, alguns chegam com idéias mais ousadas. Além do banho de sol e mar eles buscam aventura. E não precisam ir muito longe passa satisfazer seus desejos. É na pacata Santo Amaro da Imperatriz conhecida como “paraíso das águas”, que os visitantes se jogam no Rio Cubatão em busca de adrenalina e muita emoção na prática do rafting.

 

Há mais de 10 anos três empresas oferecem esportes radicais para as mais diversas idades. Além do rafting, também praticam o rafting noturno, caminhadas, arvorismo, rapel e escaladas. A técnica dos instrutores e o uso correto dos equipamentos de segurança são responsáveis pelo sucesso das atividades que ao final deixam nos aventureiros a sede de repetir tudo novamente.

 

São quatro quilômetros rio abaixo saindo do bairro Vargem do Braço até o Centro de Santo Amaro da Imperatriz. Em aproximadamente duas horas os botes passam por 20 quedas d´água, a mais alta com quatro metros de altura. A descida tem nível 4 na classificação internacional de risco, que vai até seis. Em Santa Catarina, apenas Apiúna atinge o índice máximo.

 

Além das quedas d´água os participantes do passeio são surpreendidos com paradas estratégicas. Numa delas, uma das cachoeiras esconde uma pequena gruta com espaço para abrigar cinco pessoas. Todos precisam remar contra a correnteza, enquanto um instrutor segura o bote para entrarem em seguida na pequena gruta.

 

Medo transformado em exaltação

A fonoaudióloga Camila Luz, 25 anos, veio de São José para sua primeira aventura radical. Receosa com o convite feito pelo amigo João Jorge da Silva, 17, ela entrou no bote com o rosto estampado pela tensão. O medo foi diminuindo aos poucos e destruído de fato durante o percurso.  Sempre que possível Camila segurava a mão do namorado Max Luiz, 27 anos.  Este, já experiente em descidas pelo Rio Itajaí-Açu, não se intimidou com as corredeiras.

 

O mais quieto dos participantes, o atendente Simon Costa da Rosa, 18, não acreditava que havia iniciado a aventura. O misto de medo e vontade de fazer algo novo tomava conta de quatro dos seis tripulantes. Corredeiras, paisagens e remansos depois os sentimentos eram semelhantes. “Perfeito! Maravilhoso! Emocionante! Eram as exclamações de Camila, Simon, Max e João.

 

Aventura aprovada

“Vou convidar uns amigos. A aventura foi incrível. Nunca vivi nada igual”, comemora Camila. Para Simon o mais difícil foi administrar o cansaço ao deixar o bote. “Nossa! Deu muita fome porque é um exercício puxado. Fiquei destruído, mas valeu cada segundo, cada centímetro. E nosso instrutor foi pura animação”, detalha.

 

Ao comparar o rafiting de Santo Amaro ao de Apiúna, o experiente Max afirma que deu para curtir bem mais a aventura no Rio Cubatão. “Lá pratiquei nível seis. A tensão era muita porque era uma queda seguida da outra. Aqui deu para curtir o trajeto e as belezas das margens do rio. Quero voltar” garante.

 

Ao fim do incomum passeio cada aventureiro buscou descanso para o corpo cansado, que agora abrigava o desejo de logo repetir a passagem por cada uma das 20 corredeiras de Santo Amaro, o paraíso das águas.

 

Onde Praticar:

Santo Amaro da Imperatriz

Distância de Florianópolis: 32 km

Valor: R$ 60 por pessoa

Desconto de 10%  para grupos acima de 10 pessoas

Empresas:

Apuama Rafting: (48) 3245-7602

Ativa Rafting e Aventuras: (48) 3245-7021

TDA Rafting e Expedições: (48) 3245-7279

 Horários das Saídas: 9h30- 13h30 -16h

*As empresas praticam ainda o rafting noturno, caminhadas, arvorismo, rapel e escaladas.

 

Texto: CND
Fonte: Agência de Notícias Jornal Floripa

 

AVENTURE-SE!

Por:
Assessoria de Comunicação Guepardo
Fernanda Wieser – Assistente de Marketing

Fale Conosco: 0800.646.5687

1 Comente

12

11

 

Localizado entre sítios à beira rio e mar fronteiro, na Guarda do Embaú, na cidade de Palhoça (SC), o Camping Beira Rio une a tranqüilidade ao contato com a natureza.

 

O local oferece casas e cabanas para alugar, área para até 600 barracas, bem como para trailers e motor homes. Com essa ampla estrutura o camping possui ainda uma lojinha de conveniências, churrasqueiras individuais e coletivas, fogões a gás, restaurante terceirizado, banheiros e sanitários independentes, duchas com aquecimento central e área de lavação. O diferencial do local está em propiciar aos campistas a prática dos mais diversos tipos de esportes náuticos como canoagem, wind surf, natação, pescarias entre outros. Os campistas também podem realizar caminhadas nos 4.000m² de área de camping e desfrutar do belíssimo lago.

 

O camping permanece aberto o ano inteiro e oferece também sua estrutura para eventos diversos. O valor da diária é R$15 por pessoa. Vale a pena!

 

 

Para mais informações acesse o site do camping:  www.campingbeirario.com.br
Telefone: (48) 3283.1203

 

Fotos: Divulgação Camping

 

AVENTURE-SE!

Por:
Assessoria de Comunicação Guepardo
Fernanda Wieser – Assistente de Marketing
Fale Conosco: 0800.646.5687

Comente

29

10

 

Na hora de planejar as férias, é tão comum sonhar em colocar na prática uma desejada viagem para o exterior que nos esquecemos de que vivemos em um país com atrativos naturais invejáveis, cidades históricas e praias paradisíacas. A vantagem para nós, brasileiros, é que podemos entrar em contato com essa imensa diversidade cultural sem precisar enfrentar as taxas de câmbio ou limitações de língua. Por isso, confira algumas sugestões de destinos que podem transformar sua viagem em uma experiência inesquecível.
 
 



Dunas dos Lençóis Maranhenses

 

De cara, vale muito descobrir os Lençóis Maranhenses. O parque no nordeste do Estado é composto predominantemente por dunas e lagos formados pela ação do vento e da chuva. Possui uma beleza ímpar devido ao contraste do branco da areia com o azul das águas. A cidade mais próxima é Barreirinhas. As dunas são muito altas e as lagoas possuem águas claras e quentes.

 

Lugar que faz jus ao nome, Ilhabela é considerada uma das praias mais bonitas do Estado de São Paulo. Tem regiões com areia fina e outras com uma cor avermelhada, formada por restos de conchas. A ilha é cortada por diversos cursos e água e possui muitas cachoeiras. Graças à grande área natural que possui, o ecoturismo é muito forte no local: cavalgada, escalada, mergulho, ciclismo, trekking, vela e windsurf são algumas das atividades disponíveis.

 

Outro destino bastante procurado é Ilha Grande, em Angra dos Reis, no Rio de Janeiro. São 193 km² de ilhas, repletas de praias, cachoeiras e riachos em uma das áreas de Mata Atlântica mais preservadas do litoral brasileiro. A ilha é toda cortada por trilhas que ligam vilas e praias, sendo um paraíso para os amantes do trekking. A Vila do Abraão é o local com melhor infraestrutura para receber os turistas que desejam conhecer a ilha.

 

Por fim, impossível falar de destinos aquáticos sem mencionar as Cataratas do Iguaçu, conjunto de cataratas na fronteira do Paraná com a Argentina, e visível dos dois países. No lado brasileiro, o melhor ponto de observação é a plataforma que fica depois da Garganta do Diabo. Há um passeio de bote pelas cataratas, que chega a entrar debaixo de algumas das quedas d’água. Para quem se dispuser a ir até o lado argentino, há uma quantidade ainda maior de trilhas e cachoeiras para ver.

 

Por terra


Já a Chapada dos Guimarães, cidade situada exatamente entre os oceanos Atlântico e Pacífico (são aproximadamente 1,5 mil km de distância) atrai por sua quietude e natureza exuberante, como o Parque Nacional da Chapada dos Guimarães, as cachoeiras, lagoas, cavernas e trilhas em meio ao cerrado. Além disso, o artesanato é muito forte na cidade e é exposto em uma feirinha que funciona a semana toda.

 

De saideira, que tal uma viagem no tempo? É a sensação de quem visita as cidades históricas de Minas Gerais. Os municípios de Mariana, São João Del Rey, Ouro Preto, Tiradentes e Diamantina são o roteiro ideal para quem quer conhecer mais sobre o Ciclo do Ouro no Brasil e sobre o período barroco em geral. Deleite-se com as ladeiras que lembram o período medieval, igrejas e casarões antigos. Não deixe ainda de passar por Ouro Preto, declarado patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco – lá é possível conhecer obras de mestres do barroco brasileiro, como Aleijadinho.

 

 

Fonte: Terra
Texto: Agência Andrés Bruzzone Comunicação

AVENTURE-SE!

Por:
Assessoria de Comunicação Guepardo
Fernanda Wieser – Assistente de Marketing
Fale Conosco: 0800.646.5687

1 Comente

Seguidores